Com o apoio do Instituto C&A, instituição pretende ampliar o trabalho comunitário desenvolvido com crianças e mulheres das comunidades da Ilha Grande dos Marinheiros e Chocolatão, em Porto Alegre

Existem muitas pessoas que sentem vontade de realizar algum trabalho comunitário de forma voluntária e não sabem como. Ao mesmo tempo, diversas organizações do terceiro setor precisam de apoio e têm dificuldade de encontrar pessoas para contribuir em diferentes áreas. Pensando em organizar e potencializar esse processo, o Centro de Integração de Redes Sociais e Culturas Locais (Cirandar) lança, em janeiro, seu Programa de Voluntariado.

O objetivo principal é consolidar a prática do voluntariado – uma iniciativa que já é desenvolvida desde 2008 na instituição e que vem sendo premiada anualmente, inclusive com reconhecimentos nacionais. “Estamos reunindo toda essa experiência de nove anos para a criação de um programa de voluntariado permanente, que pretende mobilizar pessoas que queiram contribuir para a construção de um mundo melhor! ”, explica Márcia Cavalcante, diretora executiva da ONG.

A novidade do programa é justamente a criação deste cadastro permanente, em que pessoas de diversas áreas de atuação poderão se inscrever. O programa terá espaço para a atuação de profissionais das áreas de comunicação, educação, administração, contabilidade, fotografia, gestão cultural e captação de recursos, além de artes, música e teatro, entre outros. “Como o nosso trabalho é voltado para a educação e cultura, muitas pessoas acreditam que só podem contribuir nessas áreas em nossas bibliotecas, contando histórias para as crianças ou doando livros. Quando, na verdade, pessoas com diferentes formações podem participar, contribuindo com as suas experiências”, explica.

O Programa de Voluntariado está estruturado em três etapas permanentes: mapeamento dos voluntários interessados em atuar no Cirandar; encontros de formação – com workshops sobre atuação voluntária, direitos humanos, empoderamento feminino, educação popular – e realização de ações comunitárias com crianças e mulheres nas comunidades Chocolatão e Ilha Grande dos Marinheiros. 

PARCERIA COM O INSTITUTO C&A

A ONG Cirandar conta com o apoio de aproximadamente 100 voluntários do Instituto C&A (www.institutocea.org.br), que atuam diretamente em ações de mediação de leitura em bibliotecas comunitárias. Desde 2008, eles participam de encontros semanais onde a literatura, a música e a brincadeira são a principal forma de diálogo.

Com o lançamento do Programa de Voluntariado Cirandar, os voluntários do Instituto C&A que já atuam com a ONG irão contribuir para a formação de novos voluntários, dividindo suas experiências para que mais pessoas integrem a rede.

 

PARA SER UM VOLUNTARIO

Para participar do programa, é necessário estar cadastrado no site da Cirandar. A Organização irá mapear os voluntários e suas áreas de interesse, para depois realizar encontros de formação e, em seguida, realizar as ações comunitárias. Inscreva-se!

CIRANDAR

Criada em 2008, a ONG Cirandar é uma organização sem fins lucrativos que dialoga e repensa alternativas para a educação, a transformação e a inclusão social dos sujeitos, por meio do desenvolvimento de ações que promovam a integração social, a formação e a cultura.

A ONG atende desde crianças a partir da primeira infância, através das ações realizadas nas Bibliotecas, até professores, bibliotecários, escritores, educadores e artistas que nos procuram para melhorar sua formação. Desenvolve projetos de democratização do acesso ao livro e à leitura e do acesso à cultura e fruição artística, de promoção da música e valorização da cultura popular, além do fortalecimento institucional de organizações do terceiro setor.

Os programas e projetos de intervenção são pautados na educação como ferramenta de transformação social, e se propõem a apoiar, incentivar e criar redes de ações comunitárias e práticas sustentáveis, fomentando alianças de fortalecimento da cidadania.