O Centro de Integração de Redes Sociais e Culturas Locais (Cirandar) é uma organização sem fins lucrativos, certificada como uma organização não-governamental que desenvolve ações culturais e sociais, em parceria com os poderes públicos e privados.  Dialoga e repensa alternativas para a educação, a transformação e a inclusão dos sujeitos culturais, comunicativos e criativos.

Criado em 2008 com a proposta de desafiar, fortalecer e mobilizar as redes sociais em prol do saber e da cultura, o Cirandar realiza programas e projetos de intervenção pautados na educação como ferramenta de transformação social. A proposta é apoiar, incentivar e criar redes de ações comunitárias e práticas sustentáveis, fomentando alianças de fortalecimento da cidadania.

Tendo como norte a promoção da cultura e do acesso à leitura como forma de transformação social, a ONG Cirandar atende desde crianças a partir da primeira infância, através das ações realizadas nas Bibliotecas, até professores, bibliotecários, escritores, educadores e artistas que procuram a entidade para melhorar sua formação.

Atua, junto à sociedade, para o fortalecimento de uma Rede de Bibliotecas Comunitárias, através do Projeto Redes de Leitura, que realiza ações para a promoção da leitura, ensino de capoeira e da musicalidade nos espaços das bibliotecas comunitárias.

Gerencia duas bibliotecas: a Biblioteca Comunitária do Arquipélago, localizada na Ilha Grande dos Marinheiros; e a Biblioteca Comunitária Chocolatão, localizada no Residencial Nova Chocolatão, que é um reassentamento de uma vila do centro da cidade constituída por trabalhadores da reciclagem de resíduos sólidos.